PROGRAMA DE EDUCAÇÃO FISCAL DE SANTA CATARINA

Escola de Blumenau recebe Prêmio Nacional de Educação Fiscal

Escola de Blumenau recebe Prêmio Nacional de Educação Fiscal

http://sc.gov.br/index.php/radio/4223-escola-de-blumenau-recebe-premio-nacional-de-educacao-fiscal

Publicado em: Fri Nov 22 00:00:00 BRST 2013

A Escola Estadual Professor João Widemann, de Blumenau, recebeu, na noite de terça-feira, 19, em Brasília, o Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2013. O reconhecimento veio por meio do Projeto Gincana Fiscal JW realizado pela primeira vez em 2012 e com continuidade este ano. A escola ficou em segundo lugar e recebeu como prêmio R$ 10 mil. A coordenadora do projeto recebeu R$ 1 mil como reconhecimento e incentivo.

“É magnífico receber um prêmio nacional pelo que realizamos. Trabalhamos muito e estamos colhendo os frutos”, destaca a professora e coordenadora do projeto, Patrícia Guenther Nazário. Patrícia ao lado da professora de Educação Física, Rosangela Faza Bolbal, são as responsáveis pela gincana que teve a participação de cerca de 300 alunos no ano passado.

A gincana consiste em provas sobre assuntos ligados à Educação Fiscal. Os alunos do 1º ano do Ensino Médio se dividiram em 20 equipes com 15 alunos cada e um professor orientador. Entre os meses de abril e outubro eles tiveram que realizar provas mensais como, por exemplo, a tributação de impostos da cesta básica e dos postos de combustíveis. “Para realizar a prova, nossos alunos tiveram que percorrer os postos de combustíveis e colher informações sobre os impostos inseridos nos produtos. Eles têm um mês para realizar cada prova e a competição é acirrada”, explica Patrícia.

De acordo com a professora, além da abordagem fiscal, provas sociais também fizeram parte da gincana aliadas a outros projetos desenvolvidos pela escola. “A arrecadação de brinquedos foi em parceria com o projeto Vereador Mirim. Também tivemos doação de sangue, que consistia em convidar os familiares para serem doadores”, comenta.

A Gincana é multidisciplinar, envolvendo matérias como química, biologia, matemática e educação física. A maioria dos professores fez o curso de Disseminadores da Educação Fiscal, da Escola de Administração Fazendária (ESAF) e contribui ainda mais para o desenvolvimento dos alunos. “É gratificante ver o envolvimento e empenho dos alunos. Além de aprenderem para realizar as provas ainda levam informação para casa. Muitos pais não sabiam dos impostos inseridos nos preços dos alimentos, por exemplo”, afirma Patrícia.

Nas duas edições a equipe vencedora recebeu como prêmio uma viagem ao Beto Carreiro. O projeto tem parceria do Sindicato dos Fiscais da Fazenda de Santa Catarina (Sindifisco) e da Receita Federal.